26 de julho de 2011

QUELÓIDE

Você sabe o que é Quelóide?
Trata-se de cicatrizes que se formam além da superfície da pele. Isso acontece quando a pele sofre um ferimento.
Para preencher o espaço que ficou vazio devido ao ferimento, as células se multiplicam e continuam se multiplicando após a cicatrização da ferida.
A cicatriz cresce de forma exagerada e toma forma volumosa e elevada. Alguns quelóides são doloridos e coçam muito.
No inicio, são rosadas ou avermelhadas e, muitas vezes brilhantes, com o tempo, ficam com a cor da pele e em forma de corcova.
Quelóide pode acontecer em qualquer ferimento na cicatrização, seja por corte acidental, cirurgia, queimadura, na orelha após o furo para brinco, no local de um piercing, tatuagem, onde surgiu uma espinha, no local de uma vacina, ou até mesmo de forma espontânea.


Por isso, é importante que pessoas com tendência a quelóide, pensem antes de fazer cirurgias desnecessárias, ou qualquer procedimento que cause trauma na pele, pois, tais procedimentos, podem deixar marcas muito dolorosas que poderiam ter sido evitadas.  
A região do tórax, orelhas, região inferior das pernas, dorso e pescoço, são áreas mais propensas a quelóide.
Porém, isso não quer dizer, que não possa surgir em outras localidades do corpo que tenham sido lesadas.
Pessoas de pele escura possuem maior tendência a desenvolver quelóides do que aquelas pessoas com pele clara. Há também o fator família, pessoas de pele clara que possuem história familiar com quelóide, devem ter um certo cuidado.
Os quelóides durante a infância não é comum, o mesmo acontece na velhice, ocorrendo geralmente entre  a puberdade e os 30 anos.
Pessoas do sexo feminino possuem maior tendência, e, principalmente, durante a gravidez.
Quanto ao tratamento, é considerado difícil, principalmente por meios cirúrgicos, pelo fato de após a retirada do mesmo, ocorrer o surgimento de um outro quelóide muitas vezes maior do que o que foi retirado. Seu retorno é muito frequente.
 Outros tipos de tratamento são utilizados como:
Injecões de cortisona - que irá reduzir o seu tamanho. Apesar de não eliminá-lo o quelóide fica mais discreto.
Cirurgia associada a injeções de hidrocortisona.
Criocirurgia eu é o congelamento dos quelóides com nitrogênio líquido -  pode reduzir os quelóides, tornando-os mais planos.
Compressão - que comprime o quelóides, à longo prazo, para fazer com que o mesmo se torne menos endurecido.
Tratamento a laser.
A resposta ao tratamento varia de paciente para paciente.
Apesar de não ser contagiosa, idolor e inofensiva, essas lesões torna-se um problema, principalmente de ordem estética.

Espero ter tirado algumas dúvidas e contribuído de alguma forma.
E não esqueçam que meus artigos, não possuem valor científico. O objetivo é unicamente de alertar para o problema e orientar pessoas que se identificam com os mesmos e que às vezes, não se alertaram para tal fato.
Por isso, se isso acontecer com você, procure um ESPECIALISTA NO ASSUNTO.


Sites consultados:
http://www.dermatologia.net/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Fique a vontade e volte quando quiser.
Deixe seu comentário no quadro abaixo.
Bjussss Rosélia Santos.

A partir de segunda feira começarei a fazer Resenhas dos produtos que serão postos a venda para vocês!! Aguardem.