31 de agosto de 2011

A PRIVADA DO SÉCULO XXI

A perfeita definição de trono no século 21: tampa que abre e fecha sozinha, descarga inteligente, autolimpeza, sistema anticheiros e até um tablet. Os seus momentos de reflexão nunca mais serão os mesmos.
Sensor de presença - Graças a um sensor infravermelho, a privada consegue detectar quando a pessoa entra no banheiro – e abre automaticamente a tampa. Se você parar em pé na frente do vaso, ele entende que se trata de um homem e ergue também o assento (para evitar os respingos de xixi, que as mulheres odeiam).

Autolimpeza - Terminou de fazer suas necessidades? Um microbidê retrátil, que lava e seca as partes íntimas do usuário, aparece dentro do vaso e em seguida desinfeta o interior da privada. Ela também possui um sistema de ventilação com filtros de carvão ativado, que aspira e elimina imediatamente eventuais maus cheiros.

Descarga inteligente - Faz menos barulho e gasta apenas 2,2 litros (para xixi) ou 4,8 litros (outras coisas). Bem menos que os 10 litros de um vaso convencional. Outro detalhe interessante são os aquecedores da tábua e de pés – em dias frios, a parte de baixo do vaso solta ar quente, deixando o chão do banheiro quentinho.

Tablet - Controla a posição do assento, a temperatura e a pressão da água, a luz do banheiro e o sistema de som do vaso (que tem rádio e entrada para MP3). Fica guardado num compartimento na parede quando não está em uso.

por Bruno Garattoni
Revista Superinteressante

RÃ GIGANTE É ENCONTRADA NA MALÁSIA

Uma rã gigante, de 20 quilos, foi capturada na região de Gemencheh - Malásia.
A câmera de um telefone celular de um turista registrou a imagem da criatura.
Segundo ele, o animal foi capturado por um membro de uma tribo às margens de um rio local.
Um amigo do autor da foto tentou comprar a rã, mas o nativo pediu uma quantia que o sujeito não tinha no momento. O mesmo voltou para o hotel e repensou. No dia seguinte foi até o banco, sacou o dinheiro e foi até o malaio, para sua surpresa, a tribo já tinha devorado o anfíbio.
Ele ficou sabendo que um nativo ficou doente após comer a rã e está de cama até hoje.
A rã Golias, (Golias Conraua) é o maior anuro existente na Terra. Ela pode crescer até 33 centímetros e viver até 15 anos. Ela se alimenta de escorpiões, insetos e rãs/sapos menores.

30 de agosto de 2011

PESTE NEGRA DA IDADE MÉDIA AINDA EXISTE

Segundo estudo publicado esta terça-feira, uma versão muito menos virulenta da bactéria que provocou a peste negra, a devastadora pandemia que matou um terço da população da Europa no século XIV, ainda existe atualmente.
Exames de DNA das ossadas de vítimas da terrível doença, encontradas em uma fossa comum de um cemitério medieval de Londres, revelaram parte do mesmo sequenciamento genético da peste bubônica moderna, apesar de seus atributos diferentes.
"Pelo menos esta parte da informação genética variou muito pouco nos últimos 600 anos", afirmou Johannes Krause, um dos autores do estudo, publicado nas Atas da Academia Nacional de Ciência (PNAS) dos Estados Unidos.
"Sem sombra de dúvida, o agente patogênico conhecido hoje como 'Yersinia pestis' também foi a causa da peste (negra) na Idade Média", acrescentou.
A peste negra matou um terço da população européia em apenas cinco anos, de 1348 a 1353, mas os surtos modernos têm sido muito menos mortais.
Um surto em Mumbai, Índia, em 1904, por exemplo, matou 3% da população, apesar de ter ocorrido antes da descoberta dos antibióticos.
Para o estudo, realizado pelo Instituto de Arqueologia Científica da Universidade de Tubingen, na Alemanha, e pela Universidade McMaster, no Canadá, os cientistas extraíram o DNA de 109 esqueletos de uma fossa comum, no cemitério de East Smithfield, em Londres.
Ao comparar o DNA com o de dez esqueletos escavados de um sítio anterior à peste negra, os cientistas puderam demonstrar que não havia sido contaminado por material moderno genético ou bactérias do solo.
Os autores sustentam que a versão da bactéria que causou a peste medieval provavelmente tenha sido extinta, mas sugerem que novas pesquisas poderiam revelar como pôde ter evoluído até se transformar em uma cepa menos virulenta.
A peste negra, que afeta tanto animais quanto humanos, é causada pela bactéria 'Yersinia pestis', que os roedores transmitem aos humanos através de pulgas infectadas.

26 de agosto de 2011

GIANNECCHINI DEIXA O HOSPITAL

Estou com o coração cheio de felicidade', disse na saída do hospital

Reynaldo Gianecchini, deixou o Hospital Sírio-Libanês, na região central de São Paulo, por volta das 15h15 desta sexta-feira (26), após receber alta médica. Ele agradeceu o carinho dos fãs na saída do hospital. "Quero dizer que estou muito forte e essa minha força vem, em grande parte, desse carinho todo. As pessoas têm me mandado e-mails o tempo todo. Estou com o coração cheio de felicidade e absolutamente tocado por essa manifestação", afirmou.
Muitas pessoas aguardavam a saída do ator na porta do hospital e o aplaudiram quando ele entrou no carro. “Eu vou precisar agora ficar mais quietinho, vou precisar do silêncio, mas eu não estou me afastando de ninguém.
Eu não tenho palavras para agradecer tudo”, completou o ator.

Coisa boa!!!                                                                                                         

RESPOSTA A UM COMENTÁRIO


OI ROSÉLIA TUDO BEM?
EU TENTEI VÁRIAS VEZES POSTAR UMA RESPOSTA QUE ELABOREI SOBRE O POST: DIGA NÃO A JAIR BOLSONARO. PORÉM INFELIZMENTE EU NÃO CONSEGUI POSTAR. VC SABE ME DIZER SE ESTÁ ACONTECENDO ALGUM PROBLEMA ???

Então a única opção que tive foi manda minha resposta para o email do blog. Gostaria muito que vc respondesse.
Obrigado e bom serviço.

a resposta segue abaixo:

Rosélia aqui é o Cristiano novamente. Confesso que fiquei surpreso ao ver que vc publicou o meu comentário enquanto muitos outros donos de blogs se recusaram a discutir o assunto. Isto prova que vc é uma pessoa que assim como o filosofo alemão Hagel acredita que apenas através do conflito de idéias que pode-se chegar a uma síntese. Pois bem, antes de falar qualquer coisa gostaria de deixar claro que em nenhum momento do meu texto eu sitei "PONTO DE VISTA" este foi um termo utilizado pela senhora e eu quero salientar que tudo em que acredito tem respaldo histórico! Logo, eu não sou "filósofo de boteco"  que sempre tem uma opinião ou um "eu acho" p/ tudo!! Durante todo o meu texto eu deixei claro no que ACREDITO COM CONVICÇÃO. Convicção esta que foi adquirida através de muito estudo e após muitos anos de caserna. Lhe parabenizo pela sua forma de contestar os meus argumentos quanto ao Regime Militar de 64. Em sua resposta a senhora afirma que os militares utilizaram um pretexto de "ameaça comunista". Pois bem, eu lhe afirmo que esta ameaça realmente existia! Para se comprovar tal fato basta observar o cenário político mundial da época! A URSS estava no auge do seu apogeu, Cuba acabara de cair nas mãos de Fidel e Che Guevara saiu pelo mundo para lutar pelos ideais cumunosocialistas. Rosélia naquela época o Brasil entregou a Ché Guevara a principal Medalha de Honra e Bravura do país, a Grã Cruz da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul!!! Isto é um fato historicamente comprovado. Minha querida (quando digo querida falo sem nenhuma gota de sarcasmo) a ameaça comunista no Brasil era real, e se não fosse os militares o nosso Brasil hoje jamais saberia o significado da palavra Democracia. Sei que um Regime Militar é algo extremo, porém era a única opção a ser tomada. Agora eu lhe faço uma pergunta, a senhora consegue me dizer o nome de algum país que tenha saído de um um Regime que dizem ter sido "sangrento e arbitrário" da mesma maneira que aconteceu aqui?? Figueiredo simplesmente entregou o poder de volta para os civis!!! Isto foi algo único na história mundial!!! Não existia vontade do Exercito em realmente permanecer no poder, pois se o Regime possuí-se tanto despotismos como afirma muitos "perseguidos" da época, como o poder voltou a mão do povo sem que fosse preciso uma verdadeira revolução como nos dias de hoje acontece na Líbia e na Síria? Pq esta conversa que os militares cederam a pressão é papo para boi dormir! Pressão suficiente para acabar com uma "Ditadura" é feita APENAS através de uma REVOLUÇÃO, e quando falo revolução, saiba que é no sentido mais "sangrento" da palavra. Logo eu ACREDITO COM CONVICÇÃO que os militares de 64 são verdadeiros heróis não reconhecidos. Não reconhecidos pois o nosso povo não gosta de ter heróis, a maioria dos Brasileiros não sabem quem foi Marechal Caxias, e acreditam que Fernão Dias é apenas o nome de uma rodovia interestadual brasileira. Ao se falar de guerra o brasileiro apenas vira o rosto. Mas durante as décadas de 50, 60, 70, e 80 o nosso país viveu uma verdadeira guerra contra os comunistas, guerra esta que só foi vencida por causa do Regime Militar!!! Cara Rosélia, espero sinceramente ter colocado um pouco de dúvida a sua visão. Porém caso não tenha... quero que saiba que o atual governo federal está lutando para aprovar uma comissão parlamentar que pretende revirar os arquivos da época do Regime, esta comissão é intitulada "pela memória e a verdade". Pois bem, eu te garanto que no dia que estes arquivos forem abertos vc terá pleno conhecimento da magnitude da batalha contra travada contra os vermelhos e saberá o quando esta "Guerra Fria" foi bem quente aqui no Brasil. O NOSSO REGIME DEMOCRÁTICO É FRUTO DO REGIME DE 64 E O NOSSO CÓDIGO CIVIL FOI ESCRITO POR MIGUEL REALE A PEDIDO DO GOVERNO DOS MILITARES! Durante o Regime Militar o Brasil saiu de 45ª para 8ª economia mundial! Cravando a melhor desenvolvimento da história da nação. Abusos durante a guerra sempre existem, porém o povo brasileiro tem uma dívida eterna de gratidão com os militares, pena que assim como outros heróis estes tmb são injustiçados. 
Quanto ao caso do Bolsonaro quero apenas reafirmar a minha visão e dizer que não odeio os homossexuais e não sou homofóbico. Apenas acredito com convicção irrefutável que a família deve ser defendida até o fim, e que esta apenas pode existir através da conjunção carnal. Logo, não sou a favor de passeatas gays, pois estas  podem acabar influenciando a mente de pessoas que ainda não tem uma postura de vida definida. Novamente agradeço pelo espaço, e que lhe parabenizar Rosélia por vc ser uma pessoa que preconiza a discussão filosófica em detrimento da retórica simples e superficial do politicamente correto. Um grande abraço.


Caro Cristiano,

Comecei meu comentário exatamente assim:
Diferentemente da Filosofia, na História não se admite ponto de vista: admite-se o fato, o acontecimento histórico que é o fato revestido de sua importância e de seus reflexos na sociedade.
A História não costuma conceituar termos. Ela limita-se a narrar/contar os fatos, na esperança de que o homem do futuro possa melhor compreender o passado de sua espécie, de seu povo, de sua nação, de seu país.
Entretanto, no campo da Política [e não em meu ponto de vista], o termo ditadura é utilizado para designar os regimes não-democráticos ou antidemocráticos, caracterizados pela ausência da participação popular ou por uma participação restrita [...].

Em momento algum citei que o nobre Capitão estaria usando ponto de vista. Apenas citei o que a História não o admite. Acredito, como Georg Wilhelm Friedrich Hegel (e não Hagel), que somente se resolve conflitos com trocas de idéias. Contudo, esse entendimento não foi adquirido em "butecos". Mas sim, ao longo da vida, superando dificuldades, convivendo com pessoas de diferentes tipos e convicções, e, através de longas horas de leituras em livros escritos "por pequenos gigantes" a exemplo de Paul Satre, Voltaire, Engels e outros. Foram leituras como essas que proporcionaram-me o entendimento de que devo aceitar e saber conviver com toda e qualquer diferença.
Seguindo os ensinamentos de Mandela, aprendi que o preconceito só deve ser lembrado para que o homem possa realmente entender a dimensão de não o fazer. Estas são as minhas convicções.
Num banco de uma Escola Pública do interior da Paraíba, aprendi que toda forma de opressão armada contra o cidadão, configura-se numa afronta à dignidade da pessoa humana, sendo, portanto, uma afronta aos direitos humanos.
Relembrando o movimento armado de 1964, este é um fato que não se pode negar. Se o Brasil vivia uma "Ameaça Comunista", pelo fato do governo brasileiro ter condecorado  Che Guevara, utilizar-se da força armada para retirar do povo o direito de escolher seus representantes, não só é uma afronta a todos os princípios da democracia como também um grave atentado aos direitos humanos. E isso fez os militares.
É oportuno lembrar que o conceito de Democracia possui mais de dois mil anos. Ele foi cunhado por Sólon na Grécia antiga e representa o governo do povo para o povo e pelo povo. Desta forma, o que sempre repudiei e que continuarei repudiando é a violência como o governo de 1964 foi instalado no Brasil. O Excesso de prisões, o excesso de espancamentos, o excesso de torturas, o excesso de atos institucionais visando a pseudo instalação da ordem pública. É isso o que eu repudio com convicção de cidadã brasileira. E espero, que nunca mais o Brasil viva novamente aquela noite triste de 31 de março de 1964.
A história é a memória do tempo. O Brasil é um país diferente em vários sentidos. Ele possui particularidades que somente são suas e que pertencem ao seu povo. Por isso, a sua historia, as razões que ensejaram os seus momentos históricos jamais poderão ser comparadas com a Rússia, o Egito, Cuba, Síria ou Líbia, como assim fez o senhor, nobre Capitão.
É oportuno também relembrar que no Brasil tudo é diferente. Em 1822, acabamos com uma submissão de mais de três séculos em relação a Portugal, sem, contudo, derramar uma única gota de sangue: Bastou apenas um grito! No entanto, a mesma sorte não tiveram as colônias espanholas na América do sul.
Em 1888, acabamos com 388 anos de escravidão com apenas à assinatura de uma Lei. Diferentemente ocorreu nos Estados Unidos. Lá foi necessário que o Norte e o Sul travassem a maior guerra registrada na historia daquele país.
E em 1889 o Brasil deu adeus à monarquia e tornou-se república sem também promover uma guerra interna. Mas, o mesmo não aconteceu com a Espanha, com a Itália ou com a França. Nesses países, rios de sangue correram, mostrando assim, que as convicções políticas possuíam valor superior ao dado à vida humana.
Permita-me nobre Capitão Cristiano relembrar mais um outro fato da história do Brasil, para que o senhor tenha a certeza de que somos um povo diferente. O mais sangrento movimento registrado na história do Brasil foi a Revolução de 1930. No entanto, o número de vítimas daquele episódio histórico é hoje superado pelo número de vitimas no trânsito, registrado no estado de São Paulo em um ou dois dias.
Antes, porém, de lhe responder se tenho conhecimento da existência de algum país que tenha saído de um regime para outro sem derramamento de sangue, permita-me relembrar como foi instalado o golpe do Estado Novo em 10 de novembro de 1937. Naquela época, o Brasil vivia um período de constitucionalização, iniciado em meados de 1934. Para instalar o Estado Novo foi simples: Bastou Vargas fechar o congresso, destituir todos os governadores e prefeitos, fechar todas as assembléias e câmaras municipais. Não se disparou um só tiro, capitão.
E em 1964, como foi, o senhor se lembra?? Certamente o senhor estava lá e deve se lembrar: O exercito cercou o congresso, empastelou jornais, tirou as emissoras de rádio do ar, telégrafos e telefones. Colocou tanques na rua e em cada esquina "um patriota armado", aterrorizando a população e distribuindo panfletos com mensagens de intimidação. O senhor lembra?
Após aterrorizar o povo, começou a caça às bruxas. Intelectuais, ativistas, políticos da oposição e todo e qualquer cidadão que publicamente manifestou-se contrário ao arbitrarismo promovido pelos militares, foram presos. O senhor lembra?
Quando falo do regime militar não estou fazendo ficção. Possuo em casa inúmeros recortes de jornais e uma Biblioteca de mais de três mil livros, que contam a história do Brasil. E quando comparo as minhas colocações com às suas, pergunto-me: será que todas essas fontes de pesquisas estão erradas? Será que militares bonzinhos governaram esse país e hoje são injustiçados??
Por acaso o nobre Cristiano sabe dizer em que circunstancias morreu Castelo Branco? Existem boatos históricos de que ele foi vítima de uma conspiração, fato típico da sede pelo poder, ou melhor, uma outra vítima do regime militar do qual foi o primeiro presidente.
O que sei, Cristiano, é que durante o governo militar, o Brasil viveu a era do milagre econômico. No entanto, os militares detentores do poder e produtores de senadores e governadores biônicos, não souberam aproveitar o momento econômico propício. E, por não terem as mentes abertas para o novo, por serem indivíduos preparados para seguir um só caminho, não foram capazes de transformarem aquele momento econômico em algo duradouro, inserindo, assim, o Brasil entre as grandes potências econômicas do mundo.
O que é certo é que a incompetência do governo militar na área econômica fez com que o Brasil mergulhasse na maior crise econômica registrada em sua historia e, Figueiredo entregou o governo de volta aos civis em 1985 por uma única razão: foi humilde demais e reconheceu que com os militares o país seria incapaz de sair do fundo do poço.
A herança mais significativa deixado pelo governo militar, senhor Cristiano, foi uma inflação de 80% ao mês, que obrigou o governo Sarney a adotar várias medidas econômicas logo em seu primeiro ano de governo.
Os militares preocuparam-se tanto em caçar comunistas que esqueceram de se modernizar, de ampliar e crescer as próprias forças armadas. Prova disso é que em 1980 o efetivo militar e o poder bélico da vizinha Argentina era superior ao apresentado pelas forças brasileiras. Sorte nossa é que ela primeiro resolveu invadir as Malvinas.
Ainda a título de esclarecimento quero dizer que em momento algum o regime de 1964 determinou que o senhor Miguel Reale elaborasse o nosso antigo Código Civil. Ele, na verdade, foi instituído pela Lei nº 3.071, de 1º de janeiro de 1916. E, foi fruto do trabalho de um grupo de juristas, quando Reale ainda era uma criança com apenas 06 anos de idade.
Querido Cristiano (sem sarcasmo), na infância, aprendi na escola a respeitar Negros: Não me tornei negra. Aprendi a respeitar Índios: Não me tornei índia. Hoje respeito os homossexuais e, sinceramente, tenho certeza que não vou virar gay.
Mas, como afirmei anteriormente, senhor Cristiano, o Brasil é um país diferente, tão diferente que acolhe em seu seio as mais variadas tendências e pessoas.
Se fossemos separarmos as tendências e as pessoas, o estado brasileiro não existiria porque como bem ensina o professor Paulo Bonavides, em seu livro Teoria Geral do Estado, "não existe estado sem povo".
Assim, se fossemos separar as pessoas por tendências não teríamos um povo, não seríamos uma nação, não teríamos valores, não teríamos princípios. Por isto, senhor capitão Cristiano, eu não tenho tendência, eu não separo pessoas por tendências, por paixões políticas ou religiosas, por vocações ou por opções sexuais.
Eu escrevo para o povo brasileiro, que é formado por índios, negros, brancos, amarelos, católicos, protestantes, islâmicos, judeus, homossexuais heterossexuais, cultos, leigos, sonhadores, bem como aqueles que buscam orientações e em alguns momentos, até ajuda.
É para esse povo que escrevo, sem paixões, sem aticismo, sem silogismo e sem preconceito. Como cidadã, como conhecedora do direito e dos princípios constitucionais, reafirmo e continuarei reafirmando que a principal função do homem público é respeitar o povo, a nação que o elegeu.
E, senhor Cristiano, para se respeitar o povo é preciso aceitar as diferenças, é preciso ver que nem todas as pessoas são iguais. Mas, que a todos, Deus deu a oportunidade de viver. Entretanto, parece que o senhor Jair Bolsonaro ainda não aprendeu isso como homem público. Diante disto, sou obrigada a dizer que ele precisa rever um pouco os seus conceitos e aprender a viver/conviver com as diferenças.
Não sou a favor e nem tampouco contra as chamadas Marchas ou Paradas. Apenas reconheço que a onde termina o meu direito, inicia-se o de outrem. É óbvio, que em tudo deve existir limites. E, que somente através do debate, exercido de forma consciente e democrática, sem se colocar na frente os interesses particulares, de grupos ou de pessoas, é que construiremos uma grande nação.
Lamentavelmente tenho que reconhecer que ainda há muito a ser feito. Mas, vejo que muitas "andorinhas procuram fazer a sua parte". Espero ter contribuído para o debate e com essas palavras encerro, respeitando as  diferenças e opiniões. Quanto aos fatos históricos, não omito opiniões, apenas limito-me a narrá-los à luz de fontes fidedignas, escritas por aqueles, que seguindo o exemplo de Vandré, cantavam: "quem sabe faz a hora, não espera acontecer".
  
                                                                                                    
                                                                                                      Rosélia Santos

VACINA ORAL CONTRA POLIOMIELITE SERÁ SUBSTITUÍDA PELO IMUNIZANTE INJETÁVEL

O Ministério da Saúde vai substituir a vacina oral contra a poliomielite, a Sabin, pelo imunizante injetável. O motivo da troca, que já foi feita em outras partes do mundo, é que a forma injetável é produzida com o vírus morto, ou inativado, portanto mais segura.
Oficialmente, o ministério não tem prazo para o início da transição, mas divulgou informe técnico para as secretarias de Estado de Saúde alertando para a mudança em 2012. O documento recomenda ações intensificadas de imunização de modo a alcançarem coberturas vacinais de no mínimo 95%" e promete a apresentação da nova estratégia para esse semestre.
A médica Isabella Ballalai, presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (Sbim-RJ), diz que a organização “já espera essa troca há muito tempo e já vinha recomendando o uso da vacina inativada”
– É uma mudança que já ocorreu em todos os países desenvolvidos, mas não é uma mudança simples.
A vacina oral é feita com o vírus atenuado. Apesar de raro, há o risco de infecção por esse vírus, que provoca a pólio vacinal - doença causada pela própria vacina.
Isabella diz que "é preciso ressaltar que o benefício da pólio oral é muito grande".
– A poliomielite é uma doença transmissível, que incapacita e até mata. Mas há o risco de um caso para 800 mil doses de provocar a pólio vacinal. Se nós temos uma vacina mais segura, devemos usá-la.
Embora não esteja disponível nos postos de saúde, a vacina inativada já é encontrada nas clínicas particulares. O médico Alberto Chebabo, chefe do Serviço de Doenças Infecto-Parasitárias do Hospital Universitário da UFRJ, diz que “é uma vacina segura”.
– Nas clínicas, é oferecida conjugada a outras vacinas, como a DTP [difteria, tétano e coqueluche], com hemófilos tipo b [contra meningite] e hepatite B. Acredito que o ministério vá seguir a mesma estratégia. Se isso ocorrer, não deve haver resistência da população a mais uma vacina injetável.
De acordo com Isabella, os países que já fizeram a transição das gotinhas para a injetável optaram por oferecer a nova vacina nas duas primeiras doses, aos dois e quatro meses. As demais - aos seis e aos 15 meses, além das doses de reforço, nas campanhas - são da vacina tradicional, na forma oral.
– As duas primeiras doses com a vacina usando vírus inativado já garante a proteção contra o vírus da pólio, inclusive o vacinal.
Em nota, o Ministério da Saúde informou que a incorporação de novas vacinas "segue critérios que são avaliados por grupos de trabalho formados por especialistas".
– Eles avaliam a tecnologia, custo benefício, custo efetividade, além do impacto epidemiológico, imunológico e logístico. Essa análise ainda depende de capacidade produtiva dos laboratórios e capacitação de profissionais.

r7.com/saude

25 de agosto de 2011

PESQUISADORES TESTAM NOVA DROGA CAPAZ DE MATAR TODOS OS VÍRUS DO CORPO

Pesquisadores testam com sucesso uma nova droga capaz de identificar e eliminar qualquer célula do corpo infectada por um vírus.
A medicação ataca um tipo de material genético produzido apenas pelo invasor e, em tese, funcionaria com qualquer tipo de vírus.
Em testes, a equipe do dr. Todd Rider, do Massachusetts Institute of Technology, curou ratos com gripe e, em laboratório, eliminou 100% da infecção de células humanas e de outros animais.
Os testes, que ao todo eliminaram 15 tipos diferentes de vírus, como gripe, H1N1, poliomielite e dengue, foram publicados no jornal científico PLoS One. 
Os vírus são criaturas incapazes de se reproduzir sozinhos: eles precisam usar a estrutura das células, seu “maquinário”, para se multiplicar.
Durante esse processo, um tipo especial de RNA é produzido, o chamado dsRNA, que não existe em humanos.
Como parte de seu sistema normal de defesa contra infecções virais, as células humanas produzem proteínas que se ligam ao dsRNA, disparando uma reação em cadeia que impede que o vírus se replique. No entanto, muitas vezes esse sistema falha, pois o vírus consegue bloquear uma dessas etapas da reação.
Foi inspirado nesse mecanismo próprio do organismo que os pesquisadores criaram a droga, batizada de DRACOs (Double-stranded RNA Activated Caspase Oligomerizers). Ela combina essa proteína específica que se liga ao dsRNA com outra, que induz a célula à morte.
O DRACO entra em qualquer célula mas, se não encontra vestígios de dsRNA, vai embora deixando-a ilesa.
Após o sucesso do teste da gripe em ratos, os pesquisadores pretendem testar “in vivo” outros vírus. A expectativa é que a pesquisa leve à criação de uma droga “universal” contra infecções virais.

  Info/Abril

fonte:

BIFE DE 70 ANOS

Um sueco fez um jantar, chamou todos os vizinhos e serviu um bife mais velho que alguns de seus convidados. A família da mulher de Eskil Carlsson vinha guardando o bifão em um pote de conservas desde o final da década de 1930, quando houve racionamento de comida.
Segundo ele, o bife era uma espécie de seguro para o caso de novos tempos difíceis surgirem.
Agora, 70 anos depois, Carlsson achou que era hora de servir o tal do bife. A ideia vinha amadurecendo há pelo menos dez anos, mas a recente morte de sua esposa foi o estopim da decisão.
Com ela viva, talvez ele não tivesse coragem, já que a família dela costumava tratar o pote em que o bife estava guardado com tamanho respeito que, segundo Carlsson, ele parecia até um membro da família.
- Eu cheguei a conclusão que esperar 70 anos havia sido o bastante e que seria uma catásfrofe caso a conserva começasse a vazar e ele fosse destruído. Então, quis fazer com que isso fosse uma ocasião especial e chamei os vizinhos para ver o pote sendo aberto. Claro que nós fizemos nossa lição de casa e consultamos as autoridades sobre as consequências e eles disseram que não havia problema.
Mesmo assim – porque o seguro morreu de velho – quem comeu o primeiro naco do bife velho foi o gato.
- O gato sobreviveu e, aí, cada um de nós pegou um pedacinho. Não tinha cheiro ruim não.Era como se ele tivesse sido cortado nesta semana, mas eu não vou exagerar e dizer que ele estava macio porque não estava não.

r7.com/esquisitices/

24 de agosto de 2011

UM BOM MENTIROSO

A revista Scientific American mencionou recentemente o trabalho de uma equipe de pesquisadores liderados pelo psicólogo holandês Aldert Vrij, da Universidade de Portsmouth, que listou características típicas de mentirosos convicentes:

1- São manipuladores.
Segundo o artigo, manipuladores mentem frequentemente e não têm escrúpulos morais, por isso, sentem menos culpa. Eles também não têm medo de que as pessoas desconfiem e não precisam de muito esforço cognitivo para fazer isso. A coisa meio que acontece naturalmente.

2- São bons atores.
Quem sabe atuar tem mais facilidade em mentir e se sente confiante ao fazer isso, pois sabe que é capaz de fingir muito bem. Antes que comece a polêmica, não estamos dizendo aqui que bons atores são necessariamente mentirosos. A lógica é oposta: bons mentirosos é que são, geralmente, bons atores.

3- Conseguem se expressar bem.
“Pessoas expressivas geralmente são benquistas”, dizem os pesquisadores.  Elas dão uma impressão de honestidade porque seu comportamento sedutor desarma suspeitas logo de início, além de conseguirem distrair os outros facilmente.

4- Têm boa aparência.
Pesquisas já mostraram que pessoas bonitas tendem a ser mais queridas e vistas como honestas, o que ajuda quem curte enganar os outros.

5- São espontâneos.
Para acreditarmos num discurso, ele precisa parecer natural. Quem não tem a capacidade de ser espontâneo acaba parecendo artificial e fica difícil convencer alguém desse jeito.

6- São confiantes enquanto mentem.
Bons mentirosos geralmente sentem menos medo de serem desmascarados do que as outras pessoas. Então, mantêm uma atitude confiante em relação à sua habilidade de mentir.

7- Têm bastante experiência em mentir.
Assim como nas outras coisas, o treino também leva à perfeição quando se trata de mentir. Quem está acostumado a isso já sabe bem o que é necessário para convencer as pessoas e conseguem lidar mais facilmente com suas próprias emoções.

8- Conseguem esconder facilmente as emoções.
Em algumas situações mais arriscadas, mesmo um mentiroso veterano pode sentir medo e insegurança. Nesse caso, é fundamental conseguir camuflar bem essas emoções. Além disso, já dissemos que mentirosos geralmente são pessoas expressivas, eles costumam ser bons em fingir sentimentos que não estão realmente sentindo, mas também tendem a manifestar seus verdadeiros sentimentos espontaneamente. Por isso, é necessário ter habilidade em mascará-los para que não venham à tona.

9- São eloquentes.
Pessoas eloquentes conseguem confundir mais facilmente as pessoas com jogos de palavras e conseguem enrolar mais nas respostas caso lhe perguntem algo que exija outras mentiras.

10- São bem preparados.
Mentirosos planejam com antecedência o que vão fazer ou dizer para evitar contradições.

11- Improvisam bem.
Mesmo estando preparado, é preciso estar pronto a improvisar caso alguém comece a desconfiar da história que ele inventou ou as coisas não saiam como esperava.

12- Pensam rápido.
Para improvisar bem, é preciso pensar rápido. Quando imprevistos acontecem, e fica fácil desconfiar quando a pessoa fica sem resposta ou tenta ganhar tempo dizendo “ahhn” ou “eee”. Bons mentirosos não têm esse problema e conseguem pensar em uma saída rapidamente.

13- São bons em interpretar sinais não verbais.
Um bom mentiroso está sempre atento à linguagem corporal do seu ouvinte e consegue interpretar sinais não-verbais que possam indicar desconfiança. Caso identifique indícios de suspeitas, ele muda de atitude ou melhora a história.

14- Afirmam coisas que são impossíveis de se verificar.
Por motivos óbvios, bons mentirosos costumam fazer afirmações sobre fatos que sejam impossíveis de se provar e evitam inventar histórias mirabolantes que poderiam ser facilmente desmascaradas.

15- Falam o mínimo possível.
Quando é impossível falar algo que não pode ser verificado, o mentiroso simplesmente não diz nada. Se a peguete pergunta ao mentiroso onde estava naquela noite em que não atendeu ao telefone, ele vai preferir responder algo como “honestamente, eu não me lembro”. Melhor do que inventar que teve de levar a avó ao médico. Quanto menos informação fornecer, menos oportunidade ele terá de ser desmascarado.

16- Têm boa memória.
Quem quer desmascarar um mentiroso procura por contradições no seu discurso, porque muitas vezes eles podem simplesmente se confundir ou esquecer detalhes que inventaram. Mas não se impressione se a pessoa conseguir se lembrar e repetir cada vírgula do que lhe contou anteriormente. Bons mentirosos geralmente têm ótima memória.

17- São criativos.
Eles conseguem pensar em saídas e estratégias que você nunca imaginaria. Mas não se deixe levar pelo seu brilhantismo, afinal, é isso o que eles querem.

18- Imitam pessoas honestas.
Mentirosos procuram imitar o comportamento que, no imaginário das pessoas em geral, são típicos de quem só diz a verdade  e evitam se parecer com a imagem que se tem dos mentirosos.

Apesar deste parecer um manual para ajudar as pessoas a mentir melhor, os pesquisadores têm certeza de que essa lista não é capaz de melhorar a capacidade mentirosa de ninguém. Isso porque a maioria dessas características são inerentes à pessoa e têm a ver com aspectos da sua personalidade.

Recebi por email não sei a fonte mas a autora é:
Ana Carolina Prado

COMPLETO!!


Pensar em Você

É só pensar em você
Que muda o dia
Minha alegria dá pra ver
Não dá pra esconder
Nem quero pensar se é certo querer
O que vou lhe dizer
Um beijo seu
E eu vou só pensar em você
Se a chuva cai e o sol não sai
Penso em você
vontade de viver mais
Em paz com o mundo e comigo
Se a chuva cai e o sol não sai
Penso em você
Vontade de viver mais
Em paz com o mundo e consigo


23 de agosto de 2011

ANDROPAUSA OU CLIMATÉRIO MASCULINO


É certo que nós mulheres saímos na frente, pois há tempos tentamos combater a menopausa. Porém, o sexo oposto também percebeu que é preciso travar essa mesma luta contra a ANDROPAUSA. 
Isso mesmo! Andropausa é o termo criado para explicar a diminuição do hormônio masculino (testosterona) depois dos cinqüenta anos.
Contudo, não podemos afirmar que a Andropausa é equivalente a Menopausa nas mulheres. É primordial entender a diferença, na Menopausa, ocorre a falência dos ovários e o fim do ciclo da mulher. Na Andropausa o que acontece é a diminuição da produção de vários hormônios principalmente os esteróides sexuais.
Outro ponto importante nesse sentido, é que a Menopausa em nós mulheres, é fato consumado. Depois de uma certa idade, ninguém escapa, enquanto que nos homens, a Andropausa, atinge apenas uma pequena parcela. Portanto, o nome é apenas uma referência ao fenômeno hormonal que ocorre nas mulheres.
A andropausa causa grande sofrimento aos homens, pois os mesmos ainda não sabem identificar o problema nem lidar com ele.
A diminuição da testoterona no homem com essa faixa de idade é de 1% ao ano. Quando isso começa a acontecer, alguns homens apresentam mudanças fisiológicas e também psicológicas. Principalmente, o medo de enfrentar desafios, sejam eles na vida ou no trabalho.
São sintomas da Andropausa ou climatério masculino:
Desinteresse sexual, fadiga mental, insônia, depressão, aumento de gordura corporal, diminuição da massa muscular, anemia, tendência a osteoporose, dificuldade de ereção, dificuldade de concentração, falha na memória, apatia (falta de emoção, motivação, entusiasmo).
Geralmente os sintomas se apresentam de forma lenta e progressiva, porém, variam entre eles.
O diagnóstico é feito através da dosagem da testosterona, do FSH (Hormônio Folículo Estimulante) e LH (Hormônio Luteinizante).
Além de ficar atento as mudanças do próprio corpo, é muito importante que o homem procure um especialista, que neste caso trata-se de um Urologista. Ele irá solicitar essa dosagem de hormônio e outros exames laboratoriais e de imagens.
Quanto ao tratamento só o Urologista vai poder decidir, muitas vezes esse tratamento, requer a formação de uma equipe multidisciplinar, composta por urologistas, clínicos gerais e endocrinologistas.
A reposição hormonal é o tratamento mais aconselhável nestes casos.
Repito, só o especialista poderá decidir o tratamento!
A reposição hormonal é uma das terapias, e sem dúvida, a orientação médica especializada é indispensável.
Só para você entender, a reposição pode ser feita de quatro maneiras:
A Injeção intramuscular - É o método mais usado no Brasil, pode ser aplicado semanalmente ou mensalmente.
Comprimidos por via oral - Esse método, o intestino absorve de forma irregular e os remédios são mais tóxicos para o fígado.
Adesivos - Esses são colocados sobre a pele. Relatos apontam que as reações alérgicas chegam até 80%.
Gel de testosterona - Tem as mesmas vantagens dos adesivos, sem as reações na pele.
Alguns hábitos no dia-a-dia, com certeza, irão melhorar a qualidade de vida dessas pessoas.
Atividades físicas regulares, procurar manter o peso dentro dos parâmetros normais. Pois, o sobrepeso, obesidade e o sedentarismo, causam o armazenamento de gordura na cavidade abdominal. Esta gordura armazenada seqüestra os hormônios masculinos, causando baixa da testosterona.
Evitar o estresse, manter atividades sociais, manter uma alimentação saudável, com vegetais, frutas, menos gorduras, menos açúcares, e o monitoramento dos índices hormonais, com ou sem a reposição destes, são a chave para o restabelecimento de um padrão de vida, onde a volta ao bem estar de corpo, mente, e, principalmente o sexual proporcionará conforto e muita felicidade.
Espero ter contribuído de alguma forma. Homens...Cuidem-se!!!

E não esqueçam que meus artigos, não possuem valor científico. O objetivo é unicamente alertar para o problema e orientar pessoas que se identificam com os mesmos e que às vezes, não se alertaram para tal fato.
Por isso, se isso acontecer com você, procure um ESPECIALISTA NO ASSUNTO.  

A partir de segunda feira começarei a fazer Resenhas dos produtos que serão postos a venda para vocês!! Aguardem.