28 de fevereiro de 2013

REDES SOCIAIS: PENSE ANTES DE POSTAR


Atire a primeira pedra quem nunca julgou pelas aparências. Agora atire a segunda pedra quem nunca julgou pelas as aparências online. E finalmente atire a terceira pedra quem nunca se sentiu perdido sobre como se comportar neste mundo de compartilhamentos, curtidas e comentários. Um mundo em que vida profissional e pessoal parecem não pertencer mais a compartimentos separados. Um mundo em que o limite entre o público e o privado parece estar se dissolvendo. O que fazer?
É preciso, caro leitor, começar reconhecendo que vivemos um conflito de gerações (X x Y, no mínimo), vivemos também um conflito de opiniões, e por isso mesmo seu comportamento online será avaliado de forma diferente por diferentes pessoas. Ele pode facilitar ou dificultar seu desenvolvimento profissional – sinto muito, meu amigo cético, mas é a realidade – dependendo de quem é seu chefe, seu colega de trabalho, a empresa para qual você trabalha, ou até quem são seus clientes, suas fotos e postagens podem gerar reações diversas e/ou adversas. Por isso, tente colocar um pé em cada canoa. Não precisa sair das redes, nem precisa infestá-las com seus mais variados pensamentos. Não existe uma única maneira correta de compartilhar. E se houvesse ela não seria simplesmente do jeitinho pregado pelos apocalípticos, que perseguem os que tiram fotos do look pra postar no Facebook, tampouco do jeitinho dos que postam cada passo de sua vida que parece só acontecer online.
Pense antes de postar. Assim como tudo que você fala, tudo que você escreve merece um cuidado mínimo. Não dá pra escrever tudo que se pensa sem sair sempre ileso. Quando você toma partido em algo polêmico, precisa estar consciente de que sua posição poderá ser rebatida online (com uma resposta ríspida, uma campanha de oposição) ou offline (uma vaga perdida, uma promoção adiada). Vale lembrar que até mesmo comentários ingênuos podem ser interpretados de forma polêmica, então avalie suas opiniões e desdobramentos antes de registrá-las. Difícil ser visto com os mesmo olhos após um barraco online – mesmo que ele tenha sido gerado por um desencontro de informações.
Para pensar antes de postar é preciso manter-se sóbrio. As redes sociais se tornaram tão populares, entre outras coisas, porque funcionam como entorpecentes (legais!), e embriagados não conseguimos raciocinar – talvez você seja uma daquelas pessoas que precise ler este post e se prometer que irá ficar pelo mesmo 24h sem postar nada, para uma desintoxicação seguida de momentos de reflexão. Tem muita gente que vai postando, postando, postando, num frenesi sem fim, e, sob toda a adrenalina das “curtidas”, para de pensar antes de postar. Cuidado com a tentação de abastecer as redes com detalhes cada vez mais sórdidos (desculpe a sinceridade) em busca de popularidade e reconhecimento. Esse caminho leva à banalização das suas opiniões e prejudica sua reputação profissional e social.
Pra encerrar, lembre-se que se as regras deste jogo estão se construindo e, por isso mesmo, se você está na posição de ler e avaliar alguém, seja minimamente tolerante. Antes de tomar qualquer ação, pense em aconselhar e alertar. Mais que isso, previna o pior estabelecendo claramente o que é aconselhado ou desaconselhado pela empresa, por exemplo, em relação a postagens de fotos ou textos feitos dentro do ambiente profissional, de como se acredita que o relacionamento online com clientes da empresa deva ser levado, que tipo de informações podem ser publicadas, entre outras coisas. Seu papel é também de educação e formação deste novo ambiente de comunicação.





Fonte:nytsyn.br
Por Ana Vaz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Fique a vontade e volte quando quiser.
Deixe seu comentário no quadro abaixo.
Bjussss Rosélia Santos.

A partir de segunda feira começarei a fazer Resenhas dos produtos que serão postos a venda para vocês!! Aguardem.