23 de maio de 2013

QUANDO A EDUCAÇÃO COMEÇA EM CASA


Uma mulher de Utah, nos Estados Unidos, causou polêmica ao fazer uma garota de dez anos “provar seu próprio veneno”.
Ally Olsen, ao descobrir que sua enteada, Kaylee, humilhava uma colega de classe por causa do jeito que ela se vestia, lançou mão de uma tática nada usual para corrigir o comportamento da garota.
Olsen fez a criança ir à escola com roupas bregas assim que descobriu que a vítima de bullying não queria mais ir à escola.
- Nós a ensinamos a se vestir de forma conservadora, mas nunca a julgar.
A madrasta então fez a garota ler vários artigos sobre gosto para se vestir e levou Kaylee a um brechó. Lá, sugeriu que ela provasse roupas apenas de brincadeira, mas no final, comprou as peças.
- Eu queria que ela realmente experimentasse o constrangimento que provocou em alguém ao vestir uma roupa que não queria. A ideia não era comprar as peças por preço, mas sim as que ela detestou.
No dia seguinte, a garota foi à escola com um casaco que cobria seu corpo até o pescoço. A madrasta, no entanto, havia tirado uma foto do dia anterior para postar no Facebook.
A madrasta quis ainda dar o exemplo aos outros pais, e fez com que Kaylee fosse ao jogo de futebol com o pai vestindo roupas bregas.
Olsen conta que Kaylee ficou tão constrangida no dia em que sofreu bullying que chamou a garota que ela caçoava para pedir desculpas. O pai e a madrasta, porém, guardaram as roupas bregas para caso precisem um dia.
 
Fonte: r7.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Fique a vontade e volte quando quiser.
Deixe seu comentário no quadro abaixo.
Bjussss Rosélia Santos.

A partir de segunda feira começarei a fazer Resenhas dos produtos que serão postos a venda para vocês!! Aguardem.