31 de dezembro de 2013

VEISALGIA: VOCÊ SABE O QUE É???


A veisalgia é conhecida comumente como “Ressaca”. Pois é, aqueles malditos efeitos desagradáveis que acontece quando alguém ingere álcool.
Não importa a quantidade de bebida alcoólica ingerida, pois, isso vai depender do organismo de cada um. Há pessoas, por exemplo, que bebem a noite inteira e no dia seguinte começa tudo de novo. Enquanto outras, alguns goles já são suficientes para que no outro dia comece o sofrimento.
Cefaleia (dor de cabeça) náusea, sensibilidade à luz e a ruídos, letargia (adormecimento, desinteresse), disforia (mal-estar permanente, Indisposição geral), sede, boca seca, tontura, falta de apetite, sudorese e diarreia.
É importante lembrar que a ressaca, além de apresentar todos esses sintomas físicos, também, é comum trazer consigo sintomas de ordem psicológicas como ansiedade, irritabilidade e depressão.
Alguns médicos descrevem veisalgia/ressaca como uma espécie de abstinência. Cada vez que o individuo ingere uma bebida alcoólica, o etanol é metabolizado no fígado, lançado na corrente sanguínea e depois levado até o cérebro.
Entenda: O fígado transforma o álcool em acetaldeído que é um composto 30 vezes mais tóxico que o etanol e por sua vez, este será transformado em acetato - um outro composto. E por ai vai... o excesso de álcool acaba com a presença da glutationa - uma coenzima que age junto com a enzima na formação de acetato.
Na prática, como o fígado não consegue transformar todo o álcool que chega, então fica no sangue uma quantidade dos compostos acima citados.
E tem mais, o álcool também é considerado vasodilatador, devido a presença de histaminas e tiraminas, isso faz com que o individuo sinta dores de cabeça e hipoglicemia. Como a glicose é uma importante fonte energética para nosso cérebro, a falta dela, causa a ressaca com direito a todos os sintomas já descritos acima.
Enfim, enchimento de saco para quem não bebe. Né não!
Segundo especialistas, a veisalgia/ressaca está associada à intoxicação aguda por álcool e isso acontece após seis a oito horas da ingestão do mesmo. E, em alguns casos chegam a durar até por vinte e quatro horas dependendo do individuo.
Esse reboliço todo causa aquela sensação de riqueza, alegria, felicidade, liberdade, desembaraço, e outras que deixam muitas pessoas por ai pagando MICO. Sério gente... porque será que todo bêbado é rico e bonito??
Prestem atenção gente! Estou falando aqui de uma ressaca normal ok. Não vão achar que estou falando de alcoolismo. Pois, todos nós sabemos que alcoolismo trata-se de uma doença séria e merecedora de toda a atenção.
Mas... Voltando a veisalgia/ressaca, todas essas sensações citadas acima, aos poucos vão sendo substituídas por um efeito contrário e o individuo acaba sonolento e o resto já foi dito. “Ressaca brava”... coitado!
Normalmente, a ressaca malvada vai embora sozinha. Contudo, há casos em que o individuo precisa ser levado ao hospital.
 
ALGUMAS DICAS:
1 – Na veisalgia/ressaca, as mulheres sofrem mais do que os homens, pois, a maioria das mulheres, além de ter menos resistência ao álcool, o metabolismo feminino é mais lento do que o masculino.
 
2 - Fumar enquanto se bebe amplifica os efeitos do álcool, ou seja, ao contrário do que muitos pensam, a combinação cigarro e álcool é uma desgraça. A fumaça do cigarro que chega até os pulmões atrapalha a absorção de oxigênio, com a falta de oxigênio, o corpo tem suas funções alteradas, inclusive o fígado e o sistema nervoso.
 
3 - Tomar café puro e sem açúcar a ressaca passa. Todo mundo sabe essa não é? Pois, saiba que não funciona nanim nanão. Tomar café só se for com açúcar, pois, a glicose do açúcar vai ajudar a quebrar o álcool que está no sangue, acelerando o processo de desintoxicação do organismo.
 
4 - Evite o consumo de gorduras no dia seguinte a bebedeira. Pois, o fígado está sobrecarregado tentando metabolizar a grande quantidade de álcool existente no corpo. Colocar mais alimentos que dão trabalho ao fígado só vai piorar a situação.
 
5 - Sabia que o consumo do Vinho causa ressaca mais intensa do que a cerveja? O vinho tinto contém uma substância chamada tanino, um polifenol que pode causar dor de cabeça em algumas pessoas. Somado à desidratação causada pelo álcool, os taninos podem tornar a dor de cabeça muito mais intensa do que o normal. Outras bebidas que contém esse tipo de polifenol são o uísque e os licores maltados.
 
6 - Evite comer qualquer alimento logo depois da bebedeira isso só vai aumentar o enjoo. A refeição deve ser feita antes ou durante a ingestão de bebidas alcoólicas para ter qualquer efeito. Então, antes de tomar sua primeira rodada de cerveja, consuma um bife de carne vermelha em vez de um macarrão (carboidratos), que talvez você escape de uma ressaca.  
 
7 - Água é a salvação meu povo! O melhor modo de amenizar e tratar os efeitos da ressaca é hidratar o corpo. Por isso, a água é uma ótima opção, e deve ser consumida não só durante uma ressaca, mas também quando se está ingerindo bebidas alcoólicas. Não só a água como sucos, água de coco, bebidas isotônicas e chás de hortelã são excelentes para a compensação da água no organismo.
 
8 - Cuidado com os energéticos, que costumam ser associados ao consumo de álcool! Eles são diuréticos, ou seja, além de não hidratar eles favorecem a desidratação, potencializado os efeitos do álcool e da ressaca. 
 
9 -  Evite beber mais tentando melhorar a ressaca. Essa história de que tomar mais álcool ajuda a curar a ressaca é um dos piores erros para aliviar o desconforto. O coitado do fígado está tentando se livrar do álcool do dia anterior, como é que ele vai conseguir processar mais. Óbvio não?
 
10 - Cuidado com a automedicação. Remédios ajudam a diminuir os sintomas é verdade! Porém, jamais, consuma remédios com bebidas alcoólicas, como se os medicamentos tivessem ação preventiva. Eles podem reagir com a bebida e causar problemas como tonteira, vômito, perda da coordenação motora, redução dos reflexos, entre outras reações mais graves. Saiba que o ácido acetilsalicílico, encontrado na Aspirina e em outros analgésicos, se combinado com álcool, pode causar irritação na mucosa gástrica e aumentar o risco de hemorragia gastrointestinal e outros danos.
Na dúvida corra para o hospital mais próximo e procure um médico.
 
Ah! Não vá dirigindo não colega.
Afinal, ÁLCOOL E DIREÇÃO NÃO COMBINA.
FELIZ ANO NOVO!!
 

Fonte pesquisada: minhavida.com
Texto original das dicas de Fernando Menezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Fique a vontade e volte quando quiser.
Deixe seu comentário no quadro abaixo.
Bjussss Rosélia Santos.

A partir de segunda feira começarei a fazer Resenhas dos produtos que serão postos a venda para vocês!! Aguardem.