3 de abril de 2015

HOMENS TAMBÉM SOFREM COM VARIZES


De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde, 30% da população mundial têm varizes. Estudos revelam que 30% dos homens sofrem com esse problema. Apesar de ser um problema comum, é preciso ficar alerta aos sintomas da doença e procurar um angiologista ou um cirurgião vascular. As varizes quando não são tratadas de forma correta, acabam evoluindo e acarretando graves complicações para a saúde do homem, como a trombose, por exemplo.

 
PARA ENTENDER MELHOR VEJA ALGUMAS INFORMAÇÕES E DICAS DE ESPECIALISTAS:
 
O QUE SÃO VARIZES? O sangue desce do coração até as pernas e os pés por meio das artérias e retorna pelas veias, graças às válvulas venosas, que direcionam o sangue para cima. Quando as válvulas não funcionam direito, o sangue fica parado dentro das veias, provocando dilatação. É aí que se formam as varizes. A palavra “varizes” vem do grego e significa “dilatação”.


QUAIS SÃO OS SINTOMAS? “Na maior parte das vezes, as varizes, especialmente as de maior calibre, causam sensação de dor, peso, cansaço e até inchaço das pernas, especialmente no final do dia, atrapalhando o bem-estar e tornando as atividades cotidianas simples em um desafio diário.
A questão estética das varizes, segundo o especialistas, também pode afetar a auto-estima, principalmente para os homens.
 
 
QUAIS SÃO AS COMPLICAÇÕES? Como o avançar da doença, os sintomas tendem a piorar, e então, podem aparecer varicoflebites (inflamação das varizes), tromboses (coágulos entupindo a circulação nas veias), hemorragias (sangramentos pelas varizes que ficam com as paredes frágeis ) e escurecimento das pernas. “Nos casos mais graves, há risco de úlceras (feridas) varicosas, um terrível problema de saúde e social, tornando indivíduos muitas vezes incapacitados para o trabalho'.
 

O GÊNERO, A IDADE E A GENÉTICA INFLUENCIAM O APARECIMENTO DAS VARIZES? Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, a OMS, 30% da população mundial têm varizes, sendo 70% mulheres e 30% homens. “Nas mulheres, começa a partir da primeira menstruação, se acentua com as gestações e pode aparecer também na menopausa. Ao longo de toda a vida, concentrando-se mais em época de flutuação hormonal. Nos homens, gradualmente com o passar do tempo.” “As varizes são um problema genético, e não exatamente hereditário. “O que se vê é que normalmente o pai portador de varizes gera um filho portador de varizes, mas não é regra. As pessoas herdam a fragilidade capilar e não as varizes”.
 

COMO PREVENI-LAS? “As varizes são consideradas uma doença multifatorial, ou seja, existem vários fatores envolvidos em seu aparecimento', além do fator genético, que não pode ser prevenido, existem os fatores chamados ambientais, aos quais podemos nos expor durante a vida: obesidade, sedentarismo, trabalhar muitas horas em pé diariamente e envelhecimento.
Baseado nesses fatores, é possível tomar uma série de cuidados para prevenir a progressão da doença, e não necessariamente o seu surgimento.
 
1. Mantenha-se dentro do peso: evite o sobrepeso e a obesidade levando uma rotina alimentar saudável e balanceada.

2. Realize atividades físicas regulares: a mais recomendada são as caminhadas, de 3 a 5 vezes por semana.

3. Durante o período de trabalho, seja de muitas horas em pé ou sentado, procure usar meias elásticas e, a cada 1 hora, levantar e caminhar pelo ambiente e subir lances de escada, por exemplo.
 

QUAIS SÃO AS FORMAS DE TRATAMENTO? Os tratamentos mais recomendados, segundo especialistas são: injeções esclerosantes, para secar varizes, que se destinam às pequenas e médias. Para varizes grandes, a cirurgia.
“Nos últimos anos, o avanço da medicina e da tecnologia trouxeram novos e eficazes tratamentos no combate às varizes, seguindo a tendência de procedimentos cada vez menos invasivos, mais eficazes, com menor risco e retorno rápido às atividades cotidianas. Destacando-se entre eles o uso laser, como tratamento. O tratamento com endolaser, recomendado para varizes maiores, pode ser feito em 20 ou 30 minutos, com anestesia local e sedação. O paciente volta para casa no mesmo dia e a recuperação é mais rápida e muito menos dolorosa se comparada com a cirurgia tradicional”.
“O uso do chamado laser transdérmico, feito em consultório, vem ano após ano ocupando lugar de destaque nos tratamentos estéticos, quando se busca tratar pequenas varizes até 4 mm e os vasinhos'. É possível também associar a esse tratamento a aplicação química, ambos feitos na mesma sessão. Ela potencializa os efeitos, trazendo resultados mais rápidos e duradouros.
 

Autora da matéria – Mayra Maldjian
Recebi via email alterei apenas algumas palavras do que estava direcionado aos homens.
Especialistas consultados pela autora: Dr. Pedro Pablo Komlós, cirurgião vascular. Presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV)
Dr. Guilherme Peralta, cirurgião vascular da AngioLaserRio e membro Departamento Científico de Doenças Venosas da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular do Rio de Janeiro (SBACV-RJ).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Fique a vontade e volte quando quiser.
Deixe seu comentário no quadro abaixo.
Bjussss Rosélia Santos.

A partir de segunda feira começarei a fazer Resenhas dos produtos que serão postos a venda para vocês!! Aguardem.