3 de janeiro de 2012

VOCÊ JÁ OUVIU FALAR EM FOLICULITE?

ANTES, QUERO ESCLARECER PARA MEUS LEITORES E LEITORAS, QUE QUANDO ALGUÉM ME MANDA UM EMAIL SUGERINDO UMA MATÉRIA, NÃO LANÇO PALAVRAS AO VENTO. VOU PESQUISAR SOBRE O ASSUNTO, COM MUITO CUIDADO E RESPONSABILIDADE. NÃO TENHO RESPOSTAS PARA CERTOS ASSUNTOS QUE SÓ ESPECIALISTAS PODEM RESPONDER. ISSO É UM FATO. PORTANTO, APENAS REPASSO O CONHECIMENTO QUE OBTIVE AO LONGO DE 15 ANOS, ATUANDO EM ENFERMAGEM AMBULATÓRIAL, SOMANDO COM ALGUMAS PESQUISAS. E, REAFIRMO COM MUITA RESPONSABILIDADE ME CREDÊNCIO A TAL PONTO. POR ISSO, ORIENTO SEMPRE A VOCÊS A LER A MATÉRIA E AO SE IDENTIFICAR COM O TEMA, PROCURE ORIENTAÇÃO ESPECIALIZADA.

Foliculite é uma doença de pele caracterizada pela inflamação de folículos pilosos. Essa inflamação é causada por um tipo de bactéria Gram-positiva. Tal bactéria tem formato esférico, com cerca de um micrômetro de diâmetro, e é chamada de estafilococos, (Staphylococcus aureus), que é o principal causador da foliculite.
Existem vários tipos de Foliculite, cada uma com sua própria característica. Porém, nesta postagem vamos conhecer apenas uma: A Foliculite decalvante.
Este tipo de doença afeta o couro cabeludo, onde começam a sair vários fios de cabelo de um mesmo folículo capilar causando grande inflamação e atrofia do pelo formando pústulas, e, consequentemente, deixando cicatrizes, além de provocar a perda do cabelo no local afetado.
Os sintomas da Foliculite são: Vermelhidão em torno de um folículo piloso, pústulas ou caroços, coceira no local e ardor em alguns casos.
A foliculose acomete principalmente, o couro cabeludo face, axilas, nádegas, coxas e virilha. Neste caso, da foliculose decalvante que é a que estamos falando, atinge o couro cabeludo.
Os fatores que favorecem a contaminação por essa bactéria são atritos da roupa com a pele, umidade, suor, depilação entre outros.
Alguns estudos realizados e publicados revelaram que pessoas negras, asiáticas e com imunidade baixa, possuem predisposição maior para o desenvolvimento da foliculite. Pois, esses indivíduos, possuem maior formação de queratina sob a pele comparados aos caucasianos, esse fator impede que o pêlo suba naturalmente à superfície da pele, causando a infecção.
Para o diagnóstico da foliculose decalvante torna-se necessário a priori uma avaliação do aspecto da pele e, em seguida, a realização de teste laboratorial, para identificação do agente causador da infecção, podendo ser fungo, bactéria ou vírus.
Quanto ao tratamento, geralmente é feito através do uso de antibióticos aplicados sobre a pele ou tomado por via oral, antifúngicos para controlar a infecção também são utilizados. Isso quem vai esclarecer melhor é um especialista.  
O tratamento da foliculite em seu estágio inicial é muito importante, pois, dessa forma, evitará que ela se espalhe por outras áreas do corpo.
Alguns especialistas recomendam que o portador da doença lave o local com um sabonete antibactericida e evite usar toalhas úmidas, dependendo do caso.
E não esqueçam, esse artigo não tem valor científico é só uma forma de informar um pouco sobre o assunto. Tire todas as suas dúvidas com um bom especialista, que neste caso trata-se de um DERMATOLOGISTA. Espero ter ajudado e que este tenha servido de alerta para todos aqueles que passam por AQUÍ e tiram proveito do meu espaço. Até a próxima.


Material consultado nos sites:
http://www.copacabanarunners.net/
http://www.manualmerck.net/
Fotos: Banco de dados do google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Fique a vontade e volte quando quiser.
Deixe seu comentário no quadro abaixo.
Bjussss Rosélia Santos.

A partir de segunda feira começarei a fazer Resenhas dos produtos que serão postos a venda para vocês!! Aguardem.