2 de agosto de 2013

O 14º FESTIVAL DE ARTES DE AREIA NO “CAMINHOS DO FRIO”.


O Festival de Artes de Areia foi criado no ano de 1976, no governo de Ivan Bichara Sobreira, tendo como objetivo reunir professores, estudantes, artistas e intelectuais, dispostos a somar conhecimentos e experiências.
A cidade de Areia é uma cidade pequena, antiga e de uma forte tradição histórica e cultural. Em tempos atrás, floresceram movimentos cívicos de larga repercussão e a comunidade cultivava com dedicação seus pendores artísticos e mantinha-se atenta aos acontecimentos culturais do país. Da cidade, saíram Pedro Américo, José Américo de Almeida, Aurélio de Figueiredo, Otacílio de Albuquerque, Simão Leal e muitos outros.
Por isso, Areia precisava de uma injeção reabilitadora e o Festival também se pretendia a isso. Era uma espécie de homenagem que se prestava à cidade, as suas tradições, ao encanto de sua gente, à hospitalidade que lhe é característica. Além do mais, um encontro de arte e cultura prescinde de um local que possa concentrar pelo tempo em que é realizado os interesses e as preocupações que dele participam. E isso ela também favorece.
O primeiro Festival de Artes de Areia teve como patrono José Américo de Almeida, que apesar dos seus 89 anos não conseguiram dobrá-lo, não reduziram sua capacidade de raciocínio, representando uma das maiores personalidades vivas da Nação e, como não dizer, o homem de maior prestígio nacional da História da Paraíba.
Com o objetivo de resgatar o evento e trazer de volta os velhos Festivais, o Governo do Estado tem se mobilizado junto à Secretaria de Cultura para dar uma nova formatação ao Festival que este terá como tema o “Universo Feminino”, trazendo atrações nacionais como as cantoras Zélia Duncan e Zizi Possi.
Do dia 29 de julho a 04 de agosto a cidade de Areia receberá grupos culturais locais e de outros estados, que serão destaques no evento e promoverão o acesso ao conhecimento e à diversidade cultural.
A Prefeitura Municipal de Areia representada por todas as Secretarias tem apoiado às ações promovidas pelo Governo do Estado e se disponibilizado a atender as equipes responsáveis pelo evento, dando condições para que o Festival seja destaque no cenário nacional e se consolide como evento disseminador de cultura.
O 14º Festival de Artes de Areia, está inserido na programação da Rota Cultural Caminhos do Frio. Areia é a segunda parada da rota, que percorre seis municípios do Brejo paraibano. A cidade recebe simultaneamente os dois eventos de 29 de julho a 4 de agosto.
O Caminhos do Frio percorre a região serrana da Paraíba. Seis municípios fazem parte da rota cultural recebendo programação de culinária, ecoturismo e aventura, teatro, dança, oficinas e shows de artistas nacionais e regionais. A cidade de Bananeiras abre o roteiro e, depois de Areia, a programação segue por Serraria, Pilões, Alagoa Nova e Alagoa Grande.
Sob o tema “Paraíba Feminina de Cultura”, o Festival de Artes de Areia abordará o universo feminino a partir de diversos olhares, colocando em destaque o protagonismo das mulheres na política, nas artes e na sociedade em geral. A escolha do tema tem o objetivo de pôr em destaque o papel das mulheres, artistas ou não, para o desenvolvimento do pensamento e das expressões contemporâneas, o aprofundamento da política e a conquista de espaços.
Este ano, Areia recebe duas grandes artistas de reconhecimento nacional e internacional, Zélia Duncan e Zizi Possi. Além destas, outros grupos e artistas regionais se apresentarão, como Sandra Belê (Zabelê), Lucy Alves (João Pessoa), Eleonora Falcone (João Pessoa), Sex On The Beach (Campina Grande), A Troça Harmônica (João Pessoa), Camerata Philipéia (João Pessoa) e DuSouto (RN).
De caráter multicultural, o Caminhos do Frio juntamente com o festival de artes ofertarão 138 atividades, distribuídas em oito linguagens artísticas, contemplando artes visuais, audiovisual, circo, cultura popular, dança, literatura, música e teatro. Irão compor a programação, shows, espetáculos, mostras, cortejos, vernissages, mesas redondas e oficinas. Além da programação artística, o evento ainda contará com atividades voltadas a debater outras áreas da cultura, como Arte Contemporânea, Economia Criativa e Cidadania Feminina.
O Festival contará com 15 pólos, que abrigarão toda a programação, interagindo com os prédios e espaços históricos da cidade de Areia, ocupando e ressignificando os lugares que, por vezes, o cotidiano torna comum. Cada pólo ganhou um nome que interage com o espaço, programação ou o tema do evento.
 
Fontes: pbagora.com
             g1.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Fique a vontade e volte quando quiser.
Deixe seu comentário no quadro abaixo.
Bjussss Rosélia Santos.

A partir de segunda feira começarei a fazer Resenhas dos produtos que serão postos a venda para vocês!! Aguardem.