24 de novembro de 2013

PRÊMIO CIDADE PRÓ-CATADORES: Bonito de Santa Fé sai na frente e é destaque nacional


 
Rosélia Santos

Na segunda semana do mês em curso, o Município de Bonito de Santa Fé recebeu a visita de uma equipe técnica da Secretaria Geral da Presidência da Republica. O motivo dessa visita foi o fato do referido município ter sido escolhido como um dos dez finalistas do Prêmio Cidade Pró-Catador, entre 63 municípios inscritos em todo o país. A mencionada visita ocorreu na segunda-feira (18/11). A equipe técnica da Secretaria Geral da Presidência da República era composta pelos servidores Danniel Gobbi e Francisco do Nascimento, que avaliaram a experiência vivida em Bonito de Santa Fé na gestão de resíduos sólidos e na inclusão social de catadores. 

Na companhia da Prefeita Alderi Caju, dos Secretários Municipais de Administração (Socorro Pires), de Agricultura e Meio Ambiente (Luís Fernandes de Lima), de Serviços Públicos (José Ferreira Filho) e do Coordenador da Coleta Seletiva (Cristiano), os avaliadores do Prêmio Cidade Pró-Catador visitaram a cidade, conheceram as ações do governo local na área da gestão dos resíduos sólidos. E, na Associação de Catadores (ASCAMAR) promoveram uma reunião com os associados e com a presidente da entidade, a senhora Rita da Silva Miguel.
Ainda durante a visita do dia 18, os avaliadores do Prêmio Cidade Pró-Catador promoveram uma exposição sobre as ações que devem ser observadas para a concretização da implantação do processo de coleta seletiva no município de Bonito de Santa Fé. Esta exposição contou com a presença da senhora prefeita municipal, dos titulares das Secretarias de Administração, Educação e de Ação Social, além do vereador Chico Pereira, que esteve representando o Poder Legislativo e do professor Tarcísio Valério, que representou sua categoria.
Concluída essa avaliação, para orgulho do povo de Bonito de Santa Fé, o município conquistou o Prêmio Cidade Pró-Catador. O comunicado oficial foi feito nesta sexta-feira, dia 22, às 16:00 horas, pelo coordenador Daniel Gobbi, por telefone à senhora Socorro Pires, Secretaria Municipal de Administração. Essa excelente notícia foi motivo de comemoração na cidade e reflete os resultados do trabalho e das ações da Prefeita Alderi Caju, voltadas para o desenvolvimento local em seu município, buscando, de forma incansável alternativas que garantam emprego e renda aos seus munícipes e melhorem a qualidade de vida daquele que diretamente encontram-se ligados às atividades de coleta dos resíduos sólidos passíveis de serem reciclados.
Segundo informou a Secretária Socorro Pires, o Prêmio será entregue à representante do município de Bonito de Santa Fé, numa solenidade que será realizada em São Paulo em finais de dezembro. “Além do reconhecimento, dois representantes de cada experiência escolhida - um gestor público municipal e um catador - serão contemplados com viagens para conhecer experiências de reciclagem em países da Europa e da América Latina”, afirmou Socorro Pires.
O ‘Prêmio Cidade Pró-Catador’ é promovido pela Secretaria-Geral da Presidência da República e tem como parceiros os seguintes órgãos: Fundação Banco do Brasil, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), Ministério do Meio Ambiente e Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis. Direcionado aos municípios que estão em sintonia com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, “o Prêmio visa reconhecer as iniciativas de integração dos catadores de materiais reutilizáveis e recicláveis em ações que envolvam a responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos”.
Na realidade, o Prêmio Cidade Pró-Catador é um estímulo ao processo de  inclusão de pessoas de baixa renda. De acordo com o próprio governo federal, o referido Prêmio tem por objetivos “reconhecer e dar visibilidade às prefeituras cujas práticas com inclusão social e econômica de catadores possam ser referências para incentivar outros municípios a também implementarem suas iniciativas; aprofundar o conhecimento dos gestores públicos federais, estaduais e municipais sobre políticas públicas de reciclagem, coleta seletiva e inclusão social e econômica de catadores e criar um banco de boas práticas”.
Poucos municípios no Brasil possuem ações voltadas para a promoção da inclusão social, através do aproveitamento dos resíduos sólidos. E esse percentual torna-se ainda menor quando o assunto diz respeito à região nordeste, e, principalmente, à Paraíba, de forma que o município de Bonito de Santa Fé além de ser um destaque nacional é um exemplo a ser seguido, pois a presente conquista representa a seriedade e o compromisso da atual gestão municipal com o desenvolvimento local, com a sustentabilidade e com a inclusão social, refletindo numa iniciativa louvável, que engrandece a população bonitense, demonstrando seu compromisso com preservação da natureza e com as gerações futuras.

Um comentário:

Tia keila disse...

muito bom suas publicações parabéns :)

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Fique a vontade e volte quando quiser.
Deixe seu comentário no quadro abaixo.
Bjussss Rosélia Santos.

A partir de segunda feira começarei a fazer Resenhas dos produtos que serão postos a venda para vocês!! Aguardem.