2 de fevereiro de 2014

EDUARDO COUTINHO É MORTO A FACADAS NO RIO

 
O cineasta Eduardo Coutinho, de 81 anos, foi morto a facadas neste domingo, em sua casa, na Lagoa, Zona Sul do Rio. Segundo a polícia, o filho do documentarista é o principal suspeito. A mulher do cineasta também foi ferida e está internada em estado grave no Hospital Miguel Couto. A Divisão de Homicídios da Polícia Civil investiga o caso.
O filho, que supostamente sofre de esquizofrenia, também foi levado para o hospital com ferimentos menos graves. O corpo do cineasta foi para o Instituto Médico Legal (IML).
Considerado um dos maiores documentaristas do Brasil, Coutinho é ganhador do Kikito de Cristal, principal premiação do cinema nacional, pelo conjunto da obra. Entre seus principais filmes, estão “Edifício Master”, “Jogo de cena”, “Babilônia 2000” e “Cabra marcado para morrer”.
 
TRABALHOS 
1966: O Pacto (episódio do longa ABC do Amor) 
1968: O Homem que Comprou o Mundo 
1970: Faustão 
1976: O Pistoleiro de Serra Talhada (média-metragem) 
1976: Seis Dias em Ouricuri (média-metragem) 
1978: Teodorico, o Imperador do Sertão (média-metragem) 
1979: Exu, uma Tragédia Sangrenta (curta-metragem) 
1980: Portinari, o Menino de Brodósqui (média-metragem) 
1984: Cabra Marcado para Morrer 
1987: Santa Marta - Duas semanas no morro (média-metragem) 
1989: Volta Redonda, o Memorial da Greve (média-metragem) 
1989: O Jogo da Dívida (média-metragem) 
1991: O Fio da Memória 
1992: A Lei e a Vida (média-metragem) 
1993: Boca de Lixo (média-metragem) 
1994: Os Romeiros de Padre Cícero (média-metragem) 
1999: Santo Forte 
2000: Babilônia 2000 
2002: Edifício Master 
2004: Peões 
2005: O Fim e o Princípio 
2007: Jogo de Cena 
2009: Moscou  
 
PREMIAÇÕES 
Melhor filme de 2007 segundo a APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte). Kikito de Cristal, no Festival de Gramado pelo conjunto da obra (2007). 
Prêmio Multicultural Estadão 2003, ganhador na categoria criadores. 
Kikito de Ouro de Melhor Documentário, no Festival de Gramado, por Edifício Master (2002).
Prêmio de Melhor Documentário, no Grande Prêmio BR de Cinema, por Babilônia 2000 (2000).
Prêmio de Melhor Documentário - Crítica, na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, por "Edifício Master" (2002). 
Troféu Passista de Melhor Fotografia, no Festival de Recife, por Babilônia 2000 (2000). 
Prêmio Especial do Júri, no Festival de Gramado, por Santo forte (1999). 
Prêmio de Melhor Filme, no Festival de Brasília, por Santo forte (1999). 
Prêmio de Melhor Roteiro, no Festival de Brasília, por Santo forte (1999). 
Prêmio FIPRESCI, no Festival de Berlim, por Cabra marcado para morrer (1984).
 
Fontes:
G1.com
nicolasqueiros.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Fique a vontade e volte quando quiser.
Deixe seu comentário no quadro abaixo.
Bjussss Rosélia Santos.

A partir de segunda feira começarei a fazer Resenhas dos produtos que serão postos a venda para vocês!! Aguardem.